Ocorreu um erro neste dispositivo

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

O FIM DAS PALAVRAS.









Digamos que me têm faltado as palavras!!

Primeiro ainda pensei que era resultado da silly season e que a coisa amainaria na rentrée.

Dei-me até ao luxo de ter alguma esperança com a posição do BCE que, finalmente e antes que a coisa batesse à porta do pelotão da frente, decidiu tomar uma posição perante o descalabro da U.E.

Sou muito ingénua, só pode!!

Estava bem de ver que aqui o nosso ultraliberal, que cada vez tem um ar mais salazarista ( não acham que assim de perfil vai-lhe dando uns ares?) não podia abdicar do rumo de austeridade, bem na senda do “ pequeninos, pobrezinhos mas honestos! A gente pediu e paga. Mesmo com língua de palmo”!

E não podia por duas razões: uma por pura teimosia, através da qual, está certo que se irá “ da lei da morte libertando” e passará aos manuais da História. Resta saber com que cognome…

Outra porque há faturas a pagar a quem, mesmo contra correntes internas do partido que o apoiou, o fez chegar a PM. Sim, porque um homem que nunca serviu para deputado, para conseguir chegar a Primeiro Ministro teve que comprar muitos futuros jobs e endividar-se de promessas aos boys.

Nunca, mas nunca, se viu tamanha dança de cadeiras!! Nunca! Nem nos tempos mais loucos do governo Sócrates. Note-se que digo “ governo Sócrates “ e não governo PS.

O meu PS, o nosso PS , é aquele que não obstaculizou os acordos e que honrou os compromissos enquanto se afiguraram razoáveis, porque jamais negou o seu passado nem o escamoteou. Levou até um pouco longe de mais esta posição de conciliação que muitos não entenderam mas que, agora, na hora certa diz BASTA! recusando-se a votar a favor deste desmando insano que é o Orçamento de Estado.



Porque já não tenho palavras e todas as que arremessei se transformaram em bolas de sabão, amanhã estarei na manifestação, exigindo a minha dignidade, a dignidade deste meu país, de volta!!

Acabemos com as palavras!

A única que poderá prevalecer é AÇÂO!!!